Historial

Fundado em 1972, o Choral Poliphonico de Coimbra executa, actualmente, um reportório de música sacra e profana, consagrando-se como um coro de grande actividade, quer em Coimbra, quer a nível nacional e internacional.

   Além fronteiras, realizou digressões a vários países europeus, a Macau e, em Outubro de 2004, ao Japão, onde participou nas comemorações oficiais dos 150 anos do nascimento de Venceslau de Morais.

   Em 1978, recebeu a distinção de “Coro Representativo da Cidade” e, em 1982, a Medalha da Cidade, pela sua intensa actividade ao serviço da música e da cultura, ambas conferidas pela Câmara Municipal de Coimbra.

     Nos últimos anos, continuou a sua intensa actividade coral destacando-se as participações, no espectáculo Coimbra Vibra, na Conferência-Concerto sobre D. Pedro de Cristo, co-organizou as comemorações dos 460 anos de Amizade Portugal-Japão e, em 2004, realizou o concerto comemorativo da reabertura do Convento de Santa Clara-a-Velha.

     Em 2005, participou na Sessão solene das Comemorações Oficiais do Dia da Cidade, no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha e, em 2007, fez o encerramento musical da cerimónia de inauguração da Casa museu Miguel Torga. Nos anos de 2006 e 2007, foi promotor e parceiro cultural no projecto ”Sons no Património” com a Direcção Regional de Cultura e IPPAR, de Coimbra. Também com o apoio da Direcção Regional de Cultura do Centro desenvolveu o projecto “A Voz e o Espírito”.

Cita-se, ainda, em 2008, a recepção ao grupo “Papo Coral” da Escola de Música PAIDEIA de Curitiba (Brasil), cidade geminada com Coimbra e que constituiu assinalado êxito no quadro das relações  entre os países irmãos.

Finalmente, é de referir a realização, por sugestão do Maestro Paulo Moniz, do Projecto “Maio Coral”,  encontro de Coros nacionais e internacionais,  que contou com 10 edições até 2007 e que em parceria com a INATEL, foi retomado em 2010.

O Choral Poliphonico de Coimbra foi fundado e dirigido, durante vinte anos, pelo Maestro José Firmino, tendo-lhe sucedido o Maestro Luís Batalha. Desde 1993, é dirigido pelo Maestro Paulo Moniz.

Choral Poliphonico de Coimbra

“A música é a revelação superior a toda a sabedoria e filosofia”- Beethoven